xPlode

Caro/a usuário:

Seja vem vindo ao xPlode.

Contamos com uma equipa profissional e empenhada nos seus objectivos .
xPlode é um fórum generalista, que tem um pouco de tudo, desde actualidade a desporto.

Registe-se ou efectue login, para ter acesso a todo o fórum !


A administração, xPlode.
Com os melhores cumprimentos.
Painel de Usuário
Convidado
Mensagens: 0
Sair

Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Rádio Upalala
Clica aqui !

Origem dos Gangs

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Origem dos Gangs

Mensagem por xBlacKBirDx em Ter Ago 31, 2010 5:49 am

História das gangues
Escrito por Pedro Vaz
Terça, 29 Setembro 2009 08:57
Gangues criminosas certamente existem há tanto tempo quanto o crime - não é necessário uma cabeça criminosa para perceber que há força nos números. A urbanização que acompanhou a Revolução Industrial deu origem à gangue de rua moderna.
A cidade de Nova Iorque foi o epicentro da actividade das gangues nos Estados Unidos no século XIX. Áreas pobres da cidade, tais como Five Points, forneceram terreno fértil para gangues com fortes identidades étnicas, geralmente irlandesas. Gangues baseadas nas etnias polonesa, italiana ou em outras, também eram muito comuns. Os Forty Thieves, Shirt Tails e Plug Uglies lutavam pelo território, roubavam e assaltavam pessoas e às vezes uniam-se para lutar contra gangues de outras áreas da cidade, como a zona portuária e o distrito de Bowery.



A actividade das gangues aumentou gradualmente no século XX. Nos anos 50 e 60, a maioria das gangues estava nas grandes cidades, embora cidades próximas e subúrbios possam ter hospedado ramificações de gangues quando ligados por meio de auto-estradas importantes. Gangues com etnia europeia tinham quase desaparecido e as gangues tornaram-se quase que exclusivamente negras ou hispânicas na sua filiação.

Nos anos de 70 e 80, as drogas narcóticas tornaram-se mais predominantes nas ruas. Armas de fogo também se tornaram mais fáceis de se comprar ilegalmente. Essa combinação fez entrar para uma gangue de rua algo mais lucrativo e mais violento. No geral, a actividade das gangues atingiu o pico em meados dos anos de 1990.

Algumas das gangues mais notórias nos Estados Unidos são os Crips e os Bloods. Os Crips começaram em Los Angeles no final dos anos 60, em parte em resposta às actividades de outras gangues da zona leste da cidade. Conforme a gangue cresceu em poder, gangues menores juntaram-se a ela, até que gangues afiliadas aos Crips dominaram a cidade. Os Bloods formaram-se em resposta, conforme as gangues menores e não pertencentes aos Crips procuravam a sua própria base de força. A rivalidade entre Crips e Bloods é um círculo vicioso, mas brigas internas entre diferentes "bandos" de cada gangue provavelmente resultaram em mais assassinatos que a hostilidade em si. Hoje, ambas as gangues têm gangues a funcionar fora das cidades por todo o país.
A história dos Vice Lords e dos Gangster Disciples em Chicago segue um padrão parecido. Começando como gangues menores, cada membro atraído estabelecia controle sobre grandes áreas da cidade e desenvolvia uma rivalidade feroz. Os Lords e os Disciples são parte de ligações de gangues maiores conhecidas como People Nation e Folk Nation, respectivamente. A influência das duas gangues espalhou-se pelas cidades próximas.

Principais motivos para entrar nas gangs

Pobreza
Muitas gangues existem principalmente como uma empresa de fazer dinheiro. Cometendo roubos e traficando drogas, os membros de gangues conseguem juntar quantidades relativamente grandes de dinheiro. Pessoas que têm de encarar a falta de dinheiro podem se voltar para o crime se não conseguirem ganhar o suficiente com um emprego legítimo. Isso explica em parte porque as gangues existem em áreas pobres e arruinadas das cidades. No entanto, nem toda gente que é pobre se junta a uma gangue e nem todo membro de gangue é pobre.

Pressão dos amigos
Membros de gangues tendem a ser jovens. Isso ocorre em parte porque as gangues recrutam adolescentes intencionalmente, mas também porque os jovens são muito susceptíveis à pressão dos amigos. Se vivem em uma área dominada por uma gangue ou frequentam uma escola onde há uma forte presença de uma delas, eles podem achar que muitos de seus amigos estão a juntar-se a gangues. Pode ser difícil para um adolescente entender o mal que se juntar a uma gangue pode ocasionar se ele estiver preocupado em perder todos os seus amigos. Muitos adolescentes resistem à tentação de se juntar a uma gangue, mas para outros é mais fácil seguir a turma. A pressão dos colegas é uma força motora por trás da união a gangues em áreas mais abastadas.

Tédio
Sem nada para ocupar o seu tempo, os jovens às vezes escolhem a maldade como forma de se entreterem. Se as gangues já estiverem presentes na vizinhança, elas podem ser uma válvula de escape. Como alternativa, os adolescentes podem formar as suas próprias gangues. Essa é a razão pela qual muitas comunidades têm tentado combater as gangues simplesmente proporcionando algo para as crianças fazerem: campeonatos de dança, de desporto e outros programas de alcance aos jovens podem literalmente manter as crianças longe das ruas. Infelizmente, muitos jovens e até mesmo especialistas em gangues usam o tédio como uma desculpa. Autores de artigos sobre a violência das gangues frequentemente escrevem coisas como "Não há nada mais para se fazer onde eles moram". De fato, programas de desporto para jovens, ou mesmo bibliotecas, recebem pouca ajuda ou estão frequentemente em condições precárias nas áreas urbanas mais complexas. Mas para cada adolescente que fica entediado e se junta a uma gangue, há dez que encontram maneiras positivas e produtivas de gastar o seu tempo.

Desespero
Se pobreza é uma condição, desespero é um estado mental. Pessoas que sempre viveram na pobreza, com pais que viveram na pobreza, muitas vezes acham que não terão uma oportunidade de algum dia conseguir um emprego decente, deixar a sua vizinhança pobre ou conseguir educação. Elas estão cercadas por drogas e gangues e os seus pais podem ser viciados ou pessoas insensíveis. Uma gangue da vizinhança pode parecer a única família real que elas jamais terão. Juntar-se a uma gangue dá-lhes uma sensação de pertencer e ser parte de algo importante que elas, de outra maneira, não podem conseguir. Em alguns casos, os pais aprovam o fato de seus filhos juntarem-se a gangues e também podem ter sido membros de uma no passado.

O uso de drogas é um fator subjacente a todas essas razões. A venda de drogas ilegais não só movimenta os lucros das gangues de rua, como também cria muitas das condições que levam à filiação a gangues.

Como funcionam as gangues de rua

A maioria dos membros de gangues é exposta a elas ainda jovem. O dinheiro e o respeito dos membros de gangues mais velhos impressionam. Eles podem começar a sair com membros de gangues, descobrir quem é importante e aprender o que a gangue faz. Isso pode acontecer já por volta dos 10 ou 11 anos. As gangues recrutam crianças intencionalmente e usam-nas para carregar armas e drogas ou cometer outros crimes porque elas costumam atrair menos atenção da polícia. Se foram pegas, podem cumprir sentenças mais curtas em centros de detenção juvenis do que um membro de gangue adulto numa prisão.

Quando um novo membro se junta à gangue, geralmente tem de passar por uma iniciação. As iniciações não envolvem cerimonias elaboradas ou formalidades, mas o iniciado terá de passar por certos rituais. O mais comum é levar uma surra dada por todos os membros da gangue. Gangues que aceitam mulheres às vezes estupram-nas como iniciação. Em vez de levar uma surra, ou dar uma, o novo membro da gangue deve participar de uma missão. Pode ser qualquer coisa desde roubar um carro até entrar num tiroteio com a gangue rival. Algumas gangues não consideram ninguém um membro completo até que tenha atirado ou matado alguém. Fazer uma tatuagem com símbolos da gangue pode ser uma outra parte da iniciação.

A vida diária na gangue geralmente não é muito excitante. Os membros de gangues dormem tarde, ficam sentados pela vizinhança, bebem, drogam-se e possivelmente vão para um local de encontro ao entardecer, como um salão de bilhar. Eles podem trabalhar numa esquina da cidade vendendo drogas ou cometer crimes insignificantes como vandalismo ou roubo. A noção de respeito guia a vida na gangue quase completamente e, para muitos membros de gangues, ganhar respeito significa cometer crimes violentos. Enquanto isso é relativamente raro comparado às outras atividades, as gangues assaltam, atiram e assassinam pessoas por dinheiro, controle de área ou orgulho.



As gangues são cuidadosas em se identificar umas às outras e a outros na sua comunidade. Os membros podem vestir-se de maneira igual ou usar as cores da gangue. Os Vice Lords usam preto e dourado, enquanto a hostilidade dos Crips x Blood é frequentemente chamada de "Azul x Vermelho". As gangues marcam o seu território com grafite nas suas cores, mostrando os seus símbolos. As gangues consideram marcar o território de uma outra gangue com o seu símbolo, ou desfigurar o seu símbolo, um ato de guerra e isso pode facilmente levar a uma retaliação violenta.

Os símbolos das gangues são elaborados sinais feitos à mão que indicam filiação a elas. As gangues também exploram outras maneiras de mostrar lealdade, como a "Caminhada-C", um tipo padrão de caminhada parecido com dança, usado pelos membros da gangue dos Crips.

Apenas algumas gangues têm influência de longo alcance, funcionando como um negócio, e às vezes são chamadas de "supergangues". Na maioria das vezes, uma gangue de rua tem uma hierarquia violenta baseada na experiência: membros que tenham passado um tempo na cadeia ou tenham participado de sérios crimes conseguem o maior grau de respeito. No entanto, a idade freqüentemente divide as gangues em grupos, com grupos sénior, júnior e iniciantes mais jovens. Os membros sénior nem sempre têm liderança sobre grupos mais jovens, tudo depende do status da rua.

Gangues femininas eram raras e existiam principalmente como ramificações de outras gangues. Por exemplo, as namoradas de membros de gangues formam o seu próprio grupo para mostrar lealdade à gangue original. Mas a filiação a gangues femininas está a crescer, com gangues só de mulheres formando-se e rivalizando com gangues masculinas por área e por respeito. Algumas gangues aceitam membros independentemente de raça ou sexo.

avatar
xBlacKBirDx
Membro
Membro

Mensagens : 62
Reputação : 0
Data de inscrição : 21/08/2010
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Origem dos Gangs

Mensagem por Drey.pt em Ter Ago 31, 2010 3:15 pm

Nossa senhora!!! Tanta coisa! Mais ainda conssegui ler alguma coisa!!


Bom Post!!!
avatar
Drey.pt
Divulgador
Divulgador

Mensagens : 79
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Origem dos Gangs

Mensagem por Dany.pt em Ter Ago 31, 2010 6:49 pm

WTF lol!

So ctrl+C ctrl+V xD

Mas bom Post! ;)
avatar
Dany.pt
Membro
Membro

Mensagens : 67
Reputação : 0
Data de inscrição : 29/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Origem dos Gangs

Mensagem por Frederico em Ter Ago 31, 2010 9:55 pm

Hepa não digo que ta mau (ta ta)... Mas começa a por sei la imagens, ve o mais importante.. metes coisas que da para um livro xD





avatar
Frederico
Administrador
Administrador

Mensagens : 116
Reputação : 9
Data de inscrição : 12/08/2010
Idade : 23
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Origem dos Gangs

Mensagem por Darkpt em Qua Set 08, 2010 5:04 pm

Li tudo e curti da ideia. Agora falta umas imagens para realçar. Bom post
avatar
Darkpt
Membro
Membro

Mensagens : 171
Reputação : 3
Data de inscrição : 03/08/2010
Idade : 20
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Origem dos Gangs

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum